• Parla Regina

VENDER O LUXO PODE SER SUSTENTÁVEL

Segundo o Jornal " O Estado de São Paulo", o desmatamento na Amazônia cresceu 13,7% e atingiu a pior marca em dez anos. Desta maneira, veremos se existe a possibilidade do Mercado de Luxo contribuir para as mudanças nesse sentido. Como? Aliás, o que é o Mercado de Luxo?



"Campanha de 2016 da CanopyStyle que visa acabar com o desmatamento de florestas antigas e ameaçadas de extinção para fabricar raiom/viscose e modal."
CanopyStyle Campanha 2016

Os aspectos legais para criar lealdade e fidelidade no Mercado de Luxo.


3 fundamentos:

- O que é?

- Quem vende?

- Quem compra?


Os sapatos de salto vermelho,talon rouge, que na França significavam um sinal de nobreza, indicavam elevadostatus social e combinavam com os laços de tamanho exagerado, adornados por fivelas de diamantes. Reportando aos dias atuais, a marca francesa de calçados de luxo, Christian Louboutin, utiliza como referencial de seus produtos as solas vermelhas, o que se tornou o diferencial da marca e uma característica fortemente copiada da época de Luís XIV (CARACIOLA, 2015 p. 04).

O primeiro ponto abordado por Laércio Xavier, especialista no mercado, treinador e consultor, no último Fashion Law Day na OAB SP, está no fato da pessoa que vende o luxo NÃO ser o LUXO e sim vender este.


Laércio atua nos segmentos de joalheria e moda, dentro das principais empresas do ramo e para ele: "quem compra são pessoas treinadas e educadas para tal.''


O luxo busca criar a lealdade e fidelidade dos clientes, porém, com o mundo digital e as mudanças no compartilhamento de ideais, precisa recriar e buscar características peculiares para atuação necessária e produtiva. Assim, o chamado "clienteling" é primordial (suporte aos clientes).


Ainda, o segundo tópico está na famosa coleta de dados (data base) que traça o perfil, guarda cadastro, proporciona as chamadas comunicações pessoais e prova que o poder está na informação e na troca dela.


Tudo com moderação e cuidado, prova disso foi o processo que vivenciou a Cartier, ao ser processada por contatar clientes sem a devida autorização (pura ação de marketing). Portanto, a autorização do cliente para contatos precisa ser escrita e é essencial que todos os dados encaminhados pelo mesmo sejam protegidos (criptografar).


Alguns pontos do Mercado de Luxo foram abordados, mas e a questão ambiental? Já que os produtos oferecidos nessa esfera possuem valores monetários tão relevantes, será que a proteção ao meio ambiente, a preocupação com a questão trabalhista e a conscientização do consumo consciente realmente são abordados? Se abordados, será que estão produzindo efeitos? Se estão produzindo efeitos, será que estão dando vozes para a necessidade de quem precisa de voz?


Perguntas essas para cada um refletir e concluir da sua maneira. Mas o que eu posso adiantar, é que sim, grifes como Stella Mac Cartney, Christian Dior, Valentino, Louis Vuitton e Gucci possuem políticas fortes de sustentabilidade que englobam ações contra o desmatamento, bem como se comprometem com o uso de matérias-primas que estejam exatamente de acordo com as exigências ambientais e sociais.



A estilista não utiliza nenhum derivado animal, como pele, couro ou penas.
STELLA MCCARTNEY

Acredito que a nossa busca pela transparência e pela implantação real de políticas não pode ser cessada. O uso de algodão afeta, o uso de agrotóxicos afeta, o consumo desenfreado afeta, o egoísmo afeta, assim, o efeito estufa é afetado, os trabalhadores de baixa renda que são explorados e necessitam do salário são afetados, a natureza é afetada, até que eu, você, nós, todo ser que vive, é afetado.


Uma sociedade sustentável é aquela que não coloca em risco os elementos do meio ambiente. Desenvolvimento sustentável é aquele que melhora a qualidade da vida do homem na Terra ao mesmo tempo em que respeita a capacidade de produção dos ecossistemas nos quais vivemos (MIKHAIVOLA, 2004, p. 25-26).

#TRABALHOESCRAVONAO; #DIREITOTRABALHISTA; #DIREITOAMBIENTAL; #FASHIONLAW; #DIREITODAMODA; #FASHIONREVOLUTION; #MODACONSCIENTE; #MODASUSTENTAVEL; #CONSUMOCONSCIENTE; #CONSUMOSUSTENTAVEL

118 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tratamento Especial Aos Dados Pessoais - PL 53/18

Na sociedade contemporânea em que vivemos, os criadores, até mesmo pequenos empresários de diversos setores, principalmente no que tange o setor têxtil, necessitam se utilizar da proteção jurídica em

Escravidão, ainda existe?

"Se mil outros tronos eu tivesse, mil tronos eu perderia para por fim à escravidão!" Princesa Isabel, 1888 Definição de TRABALHO ESCRAVO por meio do Artigo 149 do Código Penal: "Artigo 149.Reduzir alg

Moda, lei, gordofobia?

Saiba que... "... a Gordofobia pode ser tratada como violência de gênero, violência psicológica e até mesmo como assédio moral em ambiente de trabalho, podendo também estar no âmbito das relações domé